Namastê

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Quem Somos
 

ALECRIM
Apresentação : Vidro dosador de tempero 
Peso líquido : 15g
Nome científico : Rosmarinus officinalis

O Alecrim é uma planta rodeada de misticismo.
Na Grécia antiga, os alunos colocavam ramos de alecrim nos seus cabelos quando estudavam para os exames. Nas orações, também se colocava a erva perfumada no túmulo do falecido como símbolo de evocação em sua memória. Na antiga Inglaterra, a capacidade do alecrim para fortalecer a memória, transformou-o num símbolo de fidelidade e desempenhou um papel importante nos trajes, decorações e presentes usados em casamentos.

O óleo de Alecrim começou a ser extraído no século XIV e ficou conhecido por “água da rainha da Hungria”, um cosmético muito popular usado na época. Nos séculos XVI e XVII.

Conta-se que numa viagem Nossa Senhora sentou-se à sombra de um alecrim para dar de mamar ao menino Jesus: por isso acredita-se que a planta nunca atinja altura superior à de Jesus adulto.Outro conto diz que a Bela Adormecida foi acordada pelo príncipe com um ramo de alecrim.Os gregos usavam coroas de alecrim em festas, como símbolo da imortalidade.

A Igreja Católica incorporou o alecrim em seus rituais, queimando-o em incensários desde a antiguidade. Na Igreja Ortodoxa, até hoje se utiliza seu óleo para unção.
Usada como incenso ou carregada como amuleto para atrair bons fluídos, principalmente em casamentos, e afastar mau-olhado, quebranto e inveja, ficou conhecido como a erva das benzedeiras ou erva das bruxas.

Na Itália era considerada proteção contra as bruxas. Os romanos, acreditavam que esta planta estava associada com o amor e juntamente com o cipreste associada à morte.

É uma planta que desde tempos imemoriais tem sido objeto de muitas lendas. e por isso é que era plantada nas soleiras das portas, hábito que perdurou até a Idade Média.Carlos Magno obrigava os camponeses a cultivá-lo.