Namastê

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Quem Somos
 

MANJERONA
Apresentação : Vidro dosador de tempero 
Peso líquido : 10g
Nome científico : Origanum majorana

Na mitologia se confude com o orégano entre os gregos antigos.

A manjerona era uma das ervas favoritas de Afrodite (deusa do amor) que a teria usado para curar as feridas de Enéias. Para o povo Grego era símbolo de felicidade., tanto que era plantada na frente das casas como sinal de boas-vindas. Gregos e romanos a usavam para tecer coroas para os recém-casados e até hoje a erva é associada à felicidade conjugal. Quem visita a Grécia, se depara com manjeronas silvestres cobrindo a paisagem, exalando seu perfume singular. Foi introduzida na Europa na Idade Média, sendo muito apreciada pelas damas sob a forma de saches.

Conta uma lenda que o príncipe Amáraco, filho do rei de Chipre, dedicava-se à arte de fabricar perfumes. Um dia, ele conseguiu criar uma fragrância única, surpreendentemente agradável, e ficou maravilhado com sua criação mas, ao carregar o jarro que continha este perfume, deixou-o cair ao chão e quebrar-se, perdendo o raro perfume. Profundamente entristecido, o jovem começou a definhar, até morrer. Reconhecendo a dedicação do jovem príncipe, os deuses transformaram seu corpo sem vida numa planta muito aromática: a manjerona, também conhecida como amáraco.

NOSSA SAUDAÇÃO AO ELEMENTAR DA MANJERONA

Nos que se  saboreia de ervas fortes, é uma das favoritas, dominas os cheiros e sabores fortes de alimentos de sabor marcante.
Reverenciamos então o Deus em ti, através de seu sabor marcante, lembra-nos que podemos nos sobressair de boa forma, mesmo diante das dificuldades.